ed 08/2011 : caiman.de

revista de cultura e viagem para américa-latina, espanha e portugal : [edição atual] / [primeira página] / [arquivo: edição/país/coluna]
deutsch// 


[art_3] Brasil: Copacabana no inverno
 
Inveja. Esta é provavelmente a palavra certa. Enquanto a Alemanha se afoga neste verão tão chuvoso, a gente sua nesse inverno brasileiro na Copacabana. Inveja. Ouvi exactamente isso na outra ponta da linha, ao falar com os entes queridos na distante Europa. Inverno quente aqui, verão frio lá.


O primeiro contato com a água do mar é de susto: muito fria. Mas depois do primeiro mergulho, é puro refresco. Os gritos dos vendedores ambulantes ecoando de todos os lados: petiscos árabes, chá Matte Leão (gelado), sanduíches, sorvetes e biscoitos. Tomamos o obrigatório coco gelado, supostamente a bebida mais saudável do mundo. Tanto faz, nós a tomamos de qualquer maneira.


Turistas em toda parte. Hoje tem sorteio das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014. A cidade está cheia de policiais para proteger as celebridades nos hotéis chiques de Copacabana. O Beckenbauer também vem?, nós nos perguntamos ... Pelé está definitivamente presente, mas, infelizmente, não na praia, entre os caras que jogam Futevoley, uma espécie de voleibol, mas sem usar as mãos. O toque é feito apenas com os pés, os ombros e o peito. Todas as tardes, os garotos treinam aqui. Inveja, pensamos. Queríamos morar aqui também...


Mas quem somos nós para reclamar? Estamos bem. Deitados no sol, ouvindo as ondas batendo na areia. Inverno tem de ser assim, e para sempre. Recebemos um torpedo vindo da pátria. "Saudações desde do piscinão Alemanha...." Não podemos reclamar!

Texto + Fotos: Thomas Milz

[print version] / [arquivo: brasil]


 

 


© caiman.de : [disclaimer] / [imprint]