ed 08/2011 : caiman.de

revista de cultura e viagem para américa-latina, espanha e portugal : [edição atual] / [primeira página] / [arquivo: edição/país/coluna]
deutsch// 


[art_2] Brasil: Capital das lingeries
  
Quem esperava por essa? Ao entrar na pacata cidade de Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio de Janeiro, encaramos mulheres lindas e quase nuas, sorrindo para nos desde cartazes enormes dos dois lados da estrada. Vestem lingeries bem ousadas, em vermelho, preto ou branco.


Nova Friburgo foi fundada por imigrantes alemães, numa região que parece mais com a Baviera do que com o próprio Brasil. Dizem que foi o clima fresco que agradou aqueles europeus. Agora me parece que perderem aquela frescura alemã por completo...

Nos anos 80, uma das grandes empresas do ramo de lingerie abriu uma fabrica em Nova Friburgo. Quando a empresa faliu, anos depois, as trabalhadoras abriram suas próprias lojas de lingerie, fundaram novas grifes e um estilo próprio. Dizem que a qualidade das roupas feitas em Nova Friburgo é superior às importadas.


Tampouco falta criatividade. As lojas oferecem, além de roupas íntimas no estilo mais clássico, uniformes bem sexy de quase todas as profissões. "A mais vendida é a fantasia de enfermeira," explica a vendedora. "Pois todos os homens sonham em encontrar uma enfermeira com um uniforme desse no hospital." Hmmm...


Hoje em dia, a indústria de lingerie de Nova Friburgo é responsável por cerca de um quarto de todas as lingeries vendidas no Brasil. Agora, os mercados estrangeiros entraram na mira. Resta saber o que os homens espanhóis vão pensar daquela fantasia de dançarina de flamengo, feita por descendentes de alemães nas montanhas brasileiras...

Texto + Fotos: Thomas Milz

[print version] / [arquivo: brasil]

 

 


© caiman.de : [disclaimer] / [imprint]