ed 01/2012 : caiman.de

revista de cultura e viagem para américa-latina, espanha e portugal : [edição atual] / [primeira página] / [arquivo: edição/país/coluna]
deutsch// 


[art_4] Brasil: Cinco vezes Caetano Veloso
 
Final de dezembro: estava comendo um acarajé numa praça em Rio Vermelho, em Salvador, quando, de repente, encontrei Caetano Veloso. Cabelo branco, aparência um pouco cansada, o peso da idade, pensei. Mas ele estava, pelo menos, acompanhado por uma linda e jovem negra.

Me dei conta que ele vai completar, neste ano de 2012, setenta anos. Chega então o momento de relembrar meus cinco momentos prediletos com Caetano Veloso. Uma viagem pelo tempo...
  1. Não enche
    Harpia! Aranha!
    Sabedoria de rapina
    E de enredar, de enredar
    Perua! Piranha!
    Minha energia é que
    Mantém você suspensa no ar
    Prá rua! se manda!
    Sai do meu sangue
    Sanguessuga
    Que só sabe sugar
    Pirata! Malandra!
    Me deixa gozar, me deixa gozar
    Me deixa gozar, me deixa gozar...



  2. Odara
    Deixa eu dançar pro meu corpo ficar odara
    Minha cara minha cuca ficar odara
    Deixa eu cantar que é pro mundo ficar odara
    Pra ficar tudo jóia rara
    Qualquer coisa que se sonhara
    Canto e danço que dara



  3. Alegria Alegria
    Caminhando contra o vento
    Sem lenço e sem documento
    No sol de quase dezembro
    Eu vou...



  4. Você não me ensinou a te esquecer
    E nesse desespero em que me vejo
    Já cheguei a tal ponto
    De me trocar diversas vezes por você
    Só pra ver se te encontro



  5. How beautiful could a being be
    How beautiful could a being be

Texto: Thomas Milz

[print version] / [arquivo: brasil]


 

 


© caiman.de : [disclaimer] / [imprint]